Brushwork Atelier, o que é isso?

O Brushwork Atelier é um espaço online focado na discussão das artes representativas do ponto de vista do artista em desenvolvimento.

Neste blog pretendo discutir os mais diversos assuntos ligados à jornada de crescimento artístico, incluindo desde a análise de livros e cursos disponíveis online e presenciais, até exemplos dos meus exercícios e desafios. Sempre que possível, tentarei trazer a visão de outros artistas sobre os temas, suas dificuldades diárias e como superaram os mais diversos desafios. Também vou tentar postar novidades sobre cursos, eventos e coisas relacionadas.

Acredito que o nome do blog tem muito a dizer sobre minha proposta.

Brushwork é um substantivo da língua inglesa que significa o trabalho feito com um brush (pincel) ou a forma como o artista aplica a tinta com um pincel. Este processo, na minha opinião, diz muito sobre o artista. Existe sinceridade intrínseca neste ato, tanto do ponto de vista expressivo quanto de questionamentos do artista. 

Para quem não sabe do que estou falando é só olhar uma pintura de um grande mestre como John Singer Sargent e perceber como ele trabalhar as pinceladas, acredite você vai entender o que eu quero dizer. Olha aqui:

John Singer Sargent

John Singer Sargent

Lindo, não? Logicamente existe um mundo por trás destas pinceladas e querer entender as intenções do artista nelas requer anos e anos de estudo, coisa que não tenho o mínimo gabarito para discutir, mas que admiro muito.

O pintor Richard Schmid, em seu livro Alla Prima (que será discutido no futuro neste blog), define uma pincelada como contendo quatro características principais:

  • Cor
  • Valor
  • Borda (em inglês edge)
  • Desenho (do inglês shape)

Este livro aqui embaixo, se tiver oportunidade, compre!

Alla Prima II Everything I Know about Painting--And More
By Richard Schmid with Katie Swatland

A definição do Schmid conversa muito com o que pretendo discutir neste blog: quais os elementos necessários para uma pintura? O que devemos aprender? Qual a intenção por trás de cada marca que fazemos (seja ela tradicional ou digital, feita com lápis, pincel ou rastelo na escultura)?

A segunda metade do nome, Atelier, vem do francês (pelo que me disse a internet) e remete ao espaço de trabalho do artista. Nesse contexto, este espaço pretende replicar o caráter experimental, introspectivo e reflexivo de todo artista em seu ambiente de trabalho. Na segurança e conforto de sua privacidade para errar e tentar de novo.

Estudo do autor de obra do pintor Richard Schmid

Estudo do autor de obra do pintor Richard Schmid

Estou nessa empreitada por dois motivos principais: primeiro que acredito que exista uma lacuna de conteúdo neste sentido mais motivacional e organizacional para artistas, tendo em vista conversas que tive com estudantes de artes nestes últimos anos e também por experiência própria. E segundo porque acredito que ao longo da minha jornada pessoal entrei em contato com conteúdos muito interessantes, tanto de cursos quanto de livros e internet, e absorvi conhecimentos e questões que me deixam apto a abrir estas discussões, nunca imaginando ter a resposta certa, mas buscando fazer as melhores perguntas.

Mas não pretendo ficar sozinho nisso, é muito importante que haja participação dos leitores e que se forme uma comunidade, para gerarmos cada vez mais dúvidas e, sempre que possível, respostas. Todos temos medos, anseios e incertezas nessa jornada, não importa o nível de desenvolvimento e é expondo, discutindo e resolvendo que iremos mais longe. Peço então que se estiverem gostando das postagens, divulguem o blog ou a página do facebook, Brushwork Atelier.

Sejam muito bem vindos e espero que gostem do conteúdo. No futuro pretendo criar uma página de recursos para organizar as postagens, reviews, livros, cursos, etc, porém um passo de cada vez.

Críticas. dúvidas e sugestões, por favor, não hesitem em me procurar ou comentar!